Aprenda como ter um abdômen Trincado (Definido)

19:52:00 Grupo Influenciar 0comentarios

Por: Nutricionista e Atleta fitness Giovana Guido
Quem nunca sonhou em ter uma barriga, livre das gorduras indesejadas, sem ter que parar de comer. Entenda como a alimentação pode contribuir com os treinos para ‘construir’ um abdômen tanquinho.
 Nutricionista e Atleta fitness Giovana Guido
Conforme diz a conhecida frase, “abdômen tanquinho não é construído na academia e sim na cozinha”. Sabemos que a dieta é parte essencial nessa conquista tão almejada por todos. Ao ler esse artigo, você pode pensar que é extremamente fácil ficar com a barriga dos sonhos, porém, na prática, a coisa muda.
Um abdômen tanquinho com pouca gordura, definido, sem flacidez e sem inchaços exige rotina de treino e alimentação extremamente regrados, o que significa que a dieta deverá ser seguida de segunda-segunda e os treinos realizados de acordo com a programação. Qualquer deslize é um passo para trás e isso se torna um círculo vicioso, o que leva muita gente a desistir. Mas, se você está disposto a ir atrás do tanquinho, trago algumas dicas valiosas para você: Conheça o livro "Nutrição Esportiva Fácil" da Nutricionista Giovana Guido
1-       Reduza seu % de gordura: os músculos abdominais só irão aparecer se seu corpo tiver um baixo percentual de gordura, na maioria dos casos: menos do que 10-12% para homens e 13-15% para mulheres. Então, primeiro passo é entrar num programa de alimentação e treino e queimar gordura do corpo todo até chegar num baixo percentual total.
2-       Dieta regrada: nutrição é a parte mais importante na conquista de um baixo percentual de gordura e um abdômen definido, não tem como escapar. O ideal é que o nível calórico de sua dieta seja reduzido, os carboidratos simples sejam excluídos, gorduras ruins (saturadas e trans) sejam eliminadas. Ou seja, adeus aos fast-foods, refrigerantes, álcool, doces, massas, pães gordurosos, açúcar e sal também devem ser vistos como inimigos. Essa é a parte mais difícil de todas: manter uma dieta restrita quando todos ao seu redor se alimentam com guloseimas. Porém, não tem milagre! Se você quer, tem que fazer por merecer.
3-      Hidratação: a hidratação é importante pelo simples fato de que pessoas desidratadas retém líquidos com mais facilidade e mulheres têm o funcionamento intestinal comprometidos pela baixa ingestão de água: duas causas de distensão abdominal. Então tenha certeza que sua ingestão de água por dia é maior que 2 litros para mulheres e 3 litros para homens.
4-      Quantidade de comida: sempre se alimente e termine de comer com a sensação de que ainda caberia um pouco mais de alimento no estômago. Esse segredo vale ouro: nunca distenda as paredes do estômago! Quando você come e se sente estufado, você dilata seu estômago e ele pedirá cada vez mais comida posteriormente. Já ao comer menos, você irá reduzi-lo e comer só o necessário a cada 2 ou 3 horas. Se você sabe que sentirá muita fome ao fazer isso, planeje sua dieta para cada 2 horas. Comer pouquinho a cada 2 ou 3 horas é o ideal. Daí, após 30 a 40 minutos da refeição você inicia com a ingestão de água até o próximo horário de se alimentar.
Conheça o livro "Nutrição Esportiva Fácil" da Nutricionista Giovana Guido

Atleta fitness iniciante – competidora da categoria BIKINI
Patrocinada pela GT NUTRITION
Graduada em Nutrição pela Univ. São Judas Tadeu – sem atuação como nutri no momento
Pós-graduada em Nutrição Clínica & Metabolismo pela Universidade Gama Filho Pós-graduada em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho Capacitada em Musculação pela FPA/SP Escritora – artigos para site/blogs/revistas/jornais e produção de livros digitais Palestrante